Telefone | +351 253 951 000    Contactos

Home > Freguesia > Heráldica
Seja bem-vindo ao site da Junta de Freguesia de Ruílhe

De prata, três maçarocas de milho de ouro com folhagem de verde e atadas de uma fita de vermelho, acompanhadas de dois cruzeiros de azul postos em faixa. Em chefe uma açucena de verde e em contrachefe uma faixa diminuta e ondeada de azul, carregada de uma faixeta ondeada de prata. Coroa mural de torres de prata. Listel do mesmo, com a legenda a negro.

logo_grande.pngFreguesia: Ruílhe
Concelho: Braga
Distrito: Braga

BRASÃO DE ARMAS

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DOS SÍMBOLOS HERÁLDICOS

» A açucena simboliza S. Paio, padroeiro da freguesia, conforme se vê na imagem existente na Igreja de Ruílhe, em que o santo é representado com vestes de bispo e segurando aquela flor na mão.

» A Freguesia está inserida no Vale de Este e as maçarocas de milho representam a agricultura da zona, em que aquela planta tradicionalmente mantêm um lugar predominante. Dizemos tradicionalmente, embora na verdade esta cultura seja relativamente recente, pois que o milho mais não é do que uma planta da família das Gramíneasoriginária da América, e é muito apreciada principalmente no Norte e Centro do país, pelo valor do seu grão panificável, pelo colmo e pelas folhas que servem de forragem.

» Os dois cruzeiros lembram as duas obras de arte popular, ainda hoje existentes na freguesia, em óptimo estado de conservação, o que raramente acontece, pois os vândalos modernos na sua ânsia de escrevinhadores em obras alheias, pouco ou nada respeitam.

» A freguesia singra em pleno progresso, que se antevê risonho e próspero, considerando que ainda há bem pouco tempo, a linha férrea era praticamente o único meio de transporte para Braga, para estudantes, doentes ou trabalhadores que tivessem de se deslocar à capital do distrito.

» O contrachefe simboliza o Rio Este, que no seu percurso passa pelo meio da freguesia.

 

“Transformar Ruílhe numa terra que, em cada dia que passa, se transforme, passo a passo e degrau a degrau, naquele “cantinho” que todos ambicionamos: um “cantinho” de paz, de harmonia, de solidariedade, de felicidade e de bem estar…”

Pelo Presidente da Junta de Freguesia de Ruílhe